" Dormir demais faz mal?

Dormir demais faz mal?

Dormir demais faz mal?

Dormir demais faz mal?


Dormir demais faz mal? Responda mentalmente a esta questão e verifique se estava certo ou errado em relação a este tema.  

Todos sabemos que boas noites de sono são extremamente importantes, que dormir bem e em quantidades recomendadas trazem benefícios extraordinários para a saúde e qualidade de vida. A novidade desta semana está no oposto “dormir em excesso faz mal?”. Adiantámos-lhe a resposta, sim, dormir demais pode fazer mal e trazer efeitos colaterais.

Preparado para saber o que é considerado dormir demais, as causas e consequências deste comportamento? Fique connosco.

O que significa dormir demais

Dormir demais é definido por ir além da quantidade recomendada de sono a cada dia, ou seja, para além das 9 horas.

Não é por dormir muito esporadicamente que deve preocupar-se, é normal de vez em quando fugir à regra e dormir mais um pouco.  

Deve preocupar-se quando o “dormir demais” interfere no seu ciclo normal de sono, ou seja, quando começa a sentir sono excessivo diariamente.

 

O que significa sonolência excessiva?

Significa que dorme mais do que 9h por dia, que está sempre com sono e que adormece de dia em situações menos impróprias, como por exemplo, a conduzir ou a trabalhar.

 

6 Causas do sono excessivo?

Compreendemos que dormir seja uma atividade que goste de fazer, porque realmente é uma coisa muito boa. Uma boa noite de sono deixa-nos mais felizes e bem-dispostos, sentimos mais energia e ficámos com os níveis de atenção mais otimizados. A verdade é que boas noites de sono são a cura para muitas males, nomeadamente o cansaço.

O problema é quando as boas noites de sono se tornam insuficientes e se refletem em sonolência diurna e em cansaço excessivo.

Não sabe o que pode estar a causar a sua necessidade de dormir demais?  Verifique na lista abaixo se alguma destas causas se aplica à sua situação.

1. Hipersónia: Caracterizada pela necessidade constante de sono que não é resolvida nem com uma boa noite.

2. Gripes: Quando estamos constipados temos tendência a dormir mais, pois estamos mais cansaços e com as defesas imunitárias mais em baixo.

3. Efeitos secundários de medicamentos: Alguns medicamentos podem causar sonolência excessiva.

4. Estilo de vida pouco equilibrado:  Por vezes, o estilo de vida pode não ser o mais propenso a um sono reparador, nomeadamente as noitadas, a indefinição de horários para deitar, o trabalho por turnos noturnos. Todos estes fatores causam maior sonolência.

5. Anemia: A falta de ferro no sangue pode causar cansaço e sonolência excessiva.

6. Apneia do Sono: Este distúrbio de sono, é caracterizada pela obstrução das vias respiratórias durante o sono, isto é, há uma redução de oxigénio nos pulmões, o que leva a pessoa a acordar várias vezes durante a noite, promovendo um sono muito fragmentado. É comum que estas pessoas sintam sono excessivo durante o dia, pois o sono não foi reparador.

 

6 Consequências de dormir demais?

Já deve ter ouvido a expressão” tudo em excesso faz mal” e o mesmo se aplica ao sono.  

Segundo a OMS (organização Mundial de Saúde) dormir muito é tão prejudicial quanto a privação de sono. Os riscos provocados por ambos são muito idênticos.

1. Dor nas costas

Passar mais de 8 horas na cama deitado, pode causar algum desconforto, pois embora varie a posição em que dorme ao longo da noite, acaba por permanecer sempre deitado.

É extremamente importante escolher um colchão com o material que melhor se adapte às suas necessidades e que respeite também o prazo de utilização, ao contrário que pode pensar, deve trocar de colchão de 8 a 10 anos.

 

2. Depressão

A depressão causa desequilíbrios nos níveis de serotonina, esta hormona é responsável por regular o sono e o humor. Uma pessoa com depressão tem pouca energia e acaba por dormir muito.

3. Funções cognitivas

Após dormir muitas horas seguidas, pode sentir dor de cabeça ou náuseas; dificuldade em se concentrar e manter a atenção. 

 

4. Dificuldade em manter o peso

Ao dormir muito pode estar a saltar refeições e isso pode estar a fazer com que perca/ganhe peso drasticamente, de acordo com a sua tipologia de metabolismo.

5. Doenças cardiovasculares

Dormir demais aumenta a possibilidade de sofrer ataques cardíacos e doenças neurológicas.

 

6. Falta de pontualidade e assiduidade

Dormir demais pode prejudicar a sua rotina, nomeadamente com que se atrase para o trabalho ou para as aulas, prejudicando assim o seu desempenho.  

 Sugestões para não dormir demais

  • Experimente acordar naturalmente

Pode optar por usar cortinas mais claras, desta forma, irá despertar com a luz da manhã e não com o alarme do telemóvel.

Use alarmes com melodias mais tranquilizantes, como o som dos pássaros ou água a correr, desta forma vai acordar de forma mais suave.

  • Mantenha horários de sono regulares 

Defina uma hora para acordar e outra para dormir, este hábito ao longos dos dias fará com que este hábito seja incrementado na sua rotina diária.

  • Faça uma higiene de sono

Implemente e aplique uma higiene de sono, ou seja, estabeleça um conjunto de comportamentos que vai fazer antes de dormir, como por exemplo, meditar ou ler um livro, entre outros.

  • Crie um diário de sono

Anote a hora que se deitou e acordou, caso tenha acordado alguma vez durante a noite aponte, desta forma será mais claro para si perceber como é o seu padrão de sono ou até mesmo explicar a um médico como é o seu sono.

  • Faça um plano matinal

Ao fazer um plano matinal está a comprometer-se com alguma tarefa ou alguém e desta forma não poderá dormir até tarde, pois terá compromissos para realizar.

 

Quantas horas se deve dormir?

                                          

Claramente que não é por ter determinada idade que tem de dormir obrigatoriamente aquelas horas, só você sabe se está a dormir muito ou pouco e quanto tempo de descanso precisa para ter energia para o seu dia-a-dia.

Caso considere que está a dormir em exagero procure ajuda médica, pois as consequências são drásticas para a sua saúde e com ajuda de um especialista pode voltar a ter boas noites de sono como tanto espera.

Lembre-se sempre que a sua saúde tem e deve estar sempre em primeiro lugar na sua lista de preocupações.

 

 

Outros artigos relacionados:

A Verdade Sobre a Importância Do Sono

8 Consequências De Dormir Pouco